Destaque

Pfizer diz a senadores que não aceita exigências de governo Bolsonaro para vender sua vacina

O alto escalão da farmacêutica Pfizer disse em uma reunião com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e também com o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), nesta segunda-feira (22), que não aceita as condições feitas pelo governo do presidente Jair Bolsonaro para que possa vender sua vacina para o Brasil. As informações são de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

A Pfizer quer que o governo brasileiro seja responsabilizado por eventuais processos por efeitos adversos do imunizante, além de ter solicitado que todos os litígios com o Brasil sejam resolvidos na Câmara Arbitral de Nova York.

A farmacêutica também pediu que o governo abra mão da soberania de seus ativos como garantia de pagamento, além de criar um fundo em uma conta no exterior. Além do Brasil, Venezuela e Argentina também não aceitaram as cláusulas. Também participaram da reunião os diretores da Johnson & Johnson, que pretende vender a vacina Janssen para o país.

Fonte- Nova Noticias

Comment here