policia

Polícia Ambiental prende dois por pesca predatória e porte ilegal de arma

Durante fiscalização ambiental fluvial no rio Brilhante, policiais da PMA (Polícia Militar Ambiental) de Dourados prenderam dois homens por pesca predatória e porte ilegal de arma. Uma das equipes foi abordar sábado (27), uma embarcação atracada à margem do rio, no município de Deodápolis, quando o pescador começou a lançar peixes ao rio.

Efetuada a abordagem, ainda havia dois peixes da espécie armal e mandi mortos. Em busca na embarcação a equipe encontrou um revólver calibre 32 e cinco munições, para os quais o infrator não possuía documentação. No local onde o homem estava acampado também foram encontrados: uma tarrafa, uma fisga (petrechos proibidos) e um viveiro que é utilizado para colocar dentro do rio com peixes capturados.

O infrator, de 34 anos, residente em Deodápolis, afirmou que os materiais de pesca do acampamento não lhes pertenciam. Foram apreendidos dois peixes, o barco, o motor de popa com tanque, os petrechos de pesca, a arma e munições e um molinete com vara utilizado pelo infrator. A PMA efetuou um auto de infração e arbitrou de R$ 1 mil contra o pescador, por pesca acima da cota permitida, que é de um exemplar apenas.

Na madrugada de sábado (27), no mesmo rio, no município de rio Brilhante, outra equipe prendeu um homem, de 42 anos, também por pesca predatória e por porte ilegal de arma. Ele estava em uma embarcação atracada à margem do rio e no acampamento dele foram encontradas duas redes de pesca, duas tarrafas em uma fisga (petrechos proibidos) pertencentes ao infrator, bem como cinco exemplares de peixes da espécie curimbatá e um piau-três-pintas.

 

Comment here