Destaque

Covid-19: Alunos da Rede Municipal de Ensino voltam às aulas com apoio de plataforma de ensino à distância

Buscando aprimorar o atendimento aos estudantes diante da pandemia da Covid-19, a Prefeitura de Bataguassu, por meio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Semec) liberou quinta-feira (21), a plataforma de estudos remoto/online da Rede Municipal de Ensino. O acesso aos conteúdos pedagógicos podem ser feitos através do link http://ead.tisocial.com.br/bataguassu/.

De acordo com o prefeito de Bataguassu, Pedro Arlei Caravina (PSDB), o sistema foi desenvolvido pela empresa Gênesis Tecnologia e Inovação, de Dourados, em parceria com a Semec como forma de auxiliar os estudantes a retomarem os estudos no período de pandemia, evitando o retrocesso na aprendizagem.

Caravina explicou que dentro da plataforma, um dos recursos disponibilizados com exclusividade para o município de Bataguassu foi a opção de anexar vídeos além de demais conteúdos e atividades pedagógicas em demais formatos como PDF, por exemplo, elaboradas pelos professores para todos os níveis de ensino (Educação Infantil, da creche à pré-escola, e Ensino Fundamental, do 1º ao 9 ano), atendendo 2.070 estudantes da área urbana e rural.

“Bataguassu sai mais uma vez na frente com a plataforma de ensino à distância e com esse recurso da postagem de vídeos. Essa foi uma alternativa encontrada pela administração municipal para dar sequência ao ano letivo, já que as aulas presenciais permanecem suspensas no município, a princípio, até o dia 30 de junho devido a pandemia da Covid-19. A ideia é minimizarmos os prejuízos para os estudantes neste momento de isolamento/ distanciamento social”, comentou o gestor, que é presidente da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul).

Ele disse que os alunos receberam anteriormente o material apostilado do sistema de ensino contratado pelo município (Pearson Name) e que seguirão os conteúdos propostos [ na apostila] durante as aulas. Atividades complementares também serão oferecidas em apoio ao alunos em enriquecimento das aulas.

Quanto aos professores, Caravina destacou que os profissionais estão desde o início desta semana cumprindo a carga horária de trabalho em sala de aula, em forma de rodízio, e informou que, no período, todos permanecem desenvolvendo as atividades para envio aos estudantes.

“Fizemos uma Resolução onde definimos que os professores cumprirão horário em sala de aula, em rodízio, gravando vídeos dentro das salas, uma forma que criamos para gerar uma maior conectividade com os alunos e melhorando a qualidade no ensino. Os profissionais também permanecem a disposição na escola para tirar eventuais dúvidas dos estudantes, sem que haja aglomeração de pessoas e também em casa nos dias em que estão trabalhando home office”, esclareceu.

O prefeito lembrou também que o sistema home office total utilizado por um período entre os professores não obteve sucesso e por isso não foi mantido. “O professor presente na sala de aula, mesmo que em rodízio, repassando os conteúdos online é a forma mais efetiva que encontramos, já que mantém a referência de horário com os alunos. Percebemos que a atividade home office dava dispersão nessa questão de horário. A decisão de manter os professores também levou em consideração o não desligamento dos profissionais contratados, mantendo-os com vínculo na administração municipal e preservando os empregos”, elucidou.
Caravina salientou que os profissionais de educação não tem medido esforços em garantir que as atividades pedagógicas cheguem até os estudantes e solicitou que as famílias entrem em contato com as escolas de seus filhos, caso tenham dificuldades em acessar a plataforma.

 

Apoio

O secretário municipal de Educação e Cultura, Eugênio Inácio dos Santos, reiterou a importância da parceria entre família – escola neste período de pandemia para que o atendimento remoto seja satisfatório. “É fundamental que as famílias acessem a plataforma, ajudem e entusiasmem os seus filhos com as atividades. Pedimos a colaboração de todos os responsáveis pelos alunos para que possam organizar uma rotina juntamente com as crianças”.

 

Santos informou que quando as aulas retornarem, será realizado um trabalho para avaliar a situação de cada aluno. “O objetivo é conseguirmos recuperar esse período”, destacou.
Ele frisou que os pais e ou/responsáveis devem ficar atentos as instruções das aulas repassadas pelos gestores nos grupos de WhatApp criados pelas instituições escolares, aplicativo também utilizado para repasse de informações e desenvolvimento das atividades pedagógicas neste período.

 

O secretário ressaltou ainda que através da Resolução nº 004/2020 publicada na edição desta sexta-feira (22), em Diário Oficial, todas as orientações e determinações a respeito do ensino remoto/online da Rede Municipal de Ensino estão a disposição da comunidade.

Saiba mais

As aulas na Rede Municipal de Ensino foram suspensas inicialmente no período de 23 de março até o dia 6 de abril. Os alunos retornaram às aulas de forma remota e na sequência tiveram recesso escolar encerrado na última segunda-feira (18).

 

Fonte: jornaldanova.com

Comment here